Contraste |
| |

    Iniciativa da Uemg Monlevade será reproduzida por ONG de Juiz de Fora

     

    O projeto de extensão “Uma Mão Lava a Outra”, criado por professores da Uemg Monlevade, servirá de inspiração para iniciativa de uma Organização Não Governamental (ONG) localizada em Juiz de Fora, na zona da Mata mineira. A informação é dos professores que coordenam o projeto na Uemg Monlevade, Fabrícia Nunes Jesus Guedes e Agostinho Ferreira. Recentemente, eles se reuniram com os integrantes da Associação Beneficente e Cultural Amigos do Noivo (Aban), Renato Lopes, Luciana Lopes e Daniel Costa, que querem usar as mesmas técnicas empregadas em Monlevade, para a produção de sabão feito com óleo de cozinha usado, que é recolhido a partir de doações da população. 

    De acordo com Fabrícia, a ONG de Juiz de Fora já produz sabão ecológico, mas a entidade quer usar a experiência de João Monlevade para aumentar a qualidade e a produtividade do produto para venda. O dinheiro arrecadado será revertido para as ações da Aban que se concentram em três grandes temas: enfrentamento da desigualdade e pobreza; nova relação com o meio ambiente e cultivo de uma cultura de paz e espiritualidade. Os professores da Uemg sanaram dúvidas relativas ao processo de produção do sabão, promovendo, assim, uma consultoria técnica à ONG.

    O projeto “Uma mão lava a outra” é desenvolvido como resultado de outra iniciativa de extensão da Uemg Monlevade, o projeto “Recicla Óleo”. A partir de doação de óleo vegetal usado, que iria poluir o meio ambiente, é produzido sabão que é doado à população com mais vulnerabilidade econômica. Essa iniciativa, inclusive, ganhou destaque no ano passado, quando começou a Pandemia de Covid 19. Fabrícia conta que a renda de muitas pessoas caiu por conta dos impactos econômicos, especialmente de pessoas mais carentes que deixaram de priorizar a compra de material de limpeza.

    Como a combinação água e sabão é fundamental na prevenção de infecções do Novo Coronavírus, fornecer o produto em comunidades mais pobres e em locais de assistência a pessoas tornou-se uma ferramenta importante na luta contra a Covid 19. Vale lembrar que vários varais solidários foram promovidos no ano passado com distribuição gratuita de sabão para a comunidade de João Monlevade.

     

    Próximos passos

    O projeto “Uma mão lava a outra” segue sendo realizado e necessita do apoio da comunidade para continuar com as iniciativas. Segundo Fabrícia, entre os próximos passos estão conseguir alunos bolsistas e transferir a produção de sabão para o novo campus da Uemg no bairro Santa Bárbara. Enquanto isso, a próxima iniciativa será a realização, no dia 8 de junho, às 14h, de uma oficina com a comunidade de Rio Piracicaba, em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal. A ação comporá a programação da semana do Meio Ambiente, celebrada no início do próximo mês. Para evitar aglomerações, está em estudo a transmissão, pela Internet, do passo a passo para a fabricação de sabão ecológico. Quem quiser ajudar e saber mais detalhes sobre o projeto, o perfil da professora Fabrícia no Instagram é o @fabricia_quim.

     

    Os professores Fabrícia Nunes e Agostinho Ferreira reunidos, via videoconferência, com os integrantes da Aban

     

    Matéria: Breno Eustáquio
    Comunicação UEMG Monlevade

    © 2021 UEMG