Contraste |
| |

    Escola de Música | Núcleo de Acervos recebe nova coleção

    O Núcleo de Acervos da Escola de Música (EsMu) da UEMG recebeu, no último dia 17 de junho, a doação de documentos musicais da Corporação Musical São Vicente Ferrer, conjunto que foi atuante em Formiga (MG), de 1908 até os primeiros anos do século XXI. Constituído por milhares de documentos musicográficos, sobretudo manuscritos contendo o repertório praticado pela banda ao longo de sua existência, o acervo representa mais um importante registro das práticas musicais no Estado de Minas Gerais no século XX.

    Os documentos foram doados por Remaclo Duque, filho do último maestro da Corporação, Manoel Luiz Duque. O levantamento do material é um dos resultados do trabalho realizado pelo professor e pesquisador Vinícius Eufrásio, doutorando da Escola de Música da UFMG, que tem realizado pesquisas sobre as práticas musicais na região do centro-oeste mineiro. O acervo foi recebido na Escola de Música pelos professores da EsMu Domingos Sávio Lins Brandão e Aline Azevedo, que também é coordenadora do Núcleo de Acervos da unidade acadêmica.

    Com a incorporação de mais este importante arquivo, o Núcleo de Acervos da Escola de Música, formalmente constituído, em 2007, para atender à linha de pesquisa Musicologia Histórica, do Centro de Pesquisa da instituição, figura como um amplo campo para investigações de cunho musicológico com abordagem histórica, abrigando outros nove acervos, incluindo documentos que abrangem desde a primeira metade do século XVIII ao século XXI, além de um escopo geográfico regional de diferentes cidades mineiras: Acervo Maestro Vespasiano Gregório dos Santos (Ouro Preto/Belo Horizonte), Acervo Hostílio Soares (Visconde do Rio Branco/Belo Horizonte), Acervo da Rádio Inconfidência (Belo Horizonte), Acervo Maestro Chico Aniceto (Piranga), Acervo Maestro Francisco Passos (Ilicínea), Arquivo Georges e Ana Maria Vincent (Belo Horizonte), Arquivo Lodi (Belo Horizonte), Arquivo Delza Gonçalves (Belo Horizonte), Acervo Maria do Carmo Corrêa e, também, obras avulsas de Sabará, Belo Horizonte e Pará de Minas.

    © 2020 UEMG

    Search