Contraste |
| |

    Noticias

    UEMG participa da reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência

    Encontro entre professores, pesquisadores e gestores teve abertura no último domingo (21) e termina no sábado (27)

    Considerado o principal evento de pesquisa acadêmica do país, a 71ª reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) foi sediada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) em Campo Grande (MS). Na abertura do evento, durante seu discurso, o presidente da SBPC, Ildeu de Castro Moreira fez críticas aos cortes feitos na área e das medidas adotadas pelo governo com o discurso de austeridade.

    Moreira destacou também o posicionamento da SBPC em defesa da universidade pública, gratuita e de qualidade e do papel fundamental da ciência e tecnologia para superar as imensas dificuldades por que passa o País. “A questão econômica não se resolve se cortamos recursos da ciência e tecnologia. Estamos vivendo cortes muito drásticos e embora tenha um esforço grande dentro do Ministério, não está sendo traduzido em políticas públicas concretas. O que a gente vê são cortes acentuados no orçamento e contingenciamentos de 40%. Esse é o ponto central da nossa discussão da SBPC nessa semana e que desde 2014, quando começaram os cortes de recursos para C&T, estamos, junto ao governo, ao parlamento, à sociedade, dizendo que esse é o caminho errado para o País. Este é um ponto do qual não abrimos mão”, afirmou.

    Continua após as fotos...


    Representando a reitora da Universidade do Estado de Minas Gerais, professora Lavínia Rosa Rodrigues, o vice-Reitor, professor Thiago Torres Costa Pereira participou da reunião na UFMS e endossou o discurso do presidente da SBPC ao defender mais investimentos na ciência produzida no país. “Por ser o maior evento da ciência na América Latina, a participação e incentivo dos pesquisadores e Instituições, incluindo a UEMG, é fundamental para mantermos viva a discussão no âmbito científico e para a produção do conhecimento. Está mais que provado que o investimento em ciência e tecnologia é a principal forma de garantir o desenvolvimento de um país. Atualmente, grandes nações caminham rapidamente para a indústria e agricultura 4.0. Se o Brasil não se reinventar a partir das suas universidades e centros de pesquisa, estaremos fadados a continuar exportando matéria-prima e importando produtos manufaturados de alto valor agregado. Desta forma, parabenizo os organizadores pelo grande evento, e agradeço a UFMS por acolher todos os pesquisadores e estudantes nesta 71ª Reunião da SBPC”, pontuou Torres.

    Em um pronunciamento muito aplaudido, a presidente da Associação Brasileira de Pós-Graduação (ANPG), Flavia Calé, disse que o presidente da República, Jair Bolsonaro, elegeu os professores e estudantes como inimigos da Nação e indicou para a Educação um ministro (Abrahan Weintraub) que entende de mercado financeiro, mas desconhece a importância da educação para a coesão social e para um projeto de Nação.

    “A universidade vem sendo atacada de muitas formas, pela perseguição aos seus dirigentes em função de problemas que enfrentam na administração das universidades, muitas vezes injustamente como no caso do Professor Cancellier, reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, que se suicidou; e financeiramente através dos cortes orçamentários produzidos pelo governo”. Para ela, “os cortes de bolsas da Capes e do CNPq, são um crime contra a ciência”.

    Com informações de Mariana Mazza, Janes Rocha e Daniela Klebis – Jornal da Ciência

    UEMG

    Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves
    Rodovia Papa João Paulo II, 4143
    Ed. Minas - 8º andar
    Belo Horizonte - MG
    Cep31630-900

    • dummy+55 (31) 3916-8696 / 3916-8695

    • dummy faleconosco@uemg.br

    Assine

    Digite seu e-mail e enviaremos mais informações

    © 2020 UEMG

    Search

    ...