Contraste |
| |

    Noticias

    Aluna da UEMG Frutal é aprovada para mestrado na Universidad Nacional de Colombia

    Com informações da Assessoria de Comunicação da UEMG Unidade Frutal

    A formanda da primeira turma de Jornalismo da UEMG Frutal, Gabriela Amorin, teve sua inscrição aprovada ao Mestrado em Comunicação e Meios da Universidad Nacional de Colombia. A confirmação deu-se na última quarta-feira, 29.

    Gabriela aplicou-se ao processo de inscrição do mestrado após conhecer a Universidade e o programa de pós-graduação durante as viagens que fez a Bogotá, em 2019, enquanto realizava entrevistas e filmagens para seu Trabalho de Conclusão de Curso. Sempre em contato com o coordenador do mestrado de forma a se informar melhor sobre o processo de seleção, Gabriela relata como conciliou as etapas da aplicação com as atividades acadêmicas correntes. “Eu estava terminando meu TCC, tinha vários afazeres, estágio e projeto de pesquisa, mas no fim, deu tudo certo. Montei meu currículo acadêmico, escrevi um pré-projeto, enviei alguns documentos, cartas de recomendações, dentre outros, fiz entrevistas (todas em espanhol) e consegui ser aprovada. O processo é longo, mas vale muito a pena”.

    A coordenadora do curso de Jornalismo da Unidade Frutal da UEMG, Karol Natasha Castanheira, reconhece a importância do feito da aluna e explica a importância da continuidade acadêmica ao aluno. “O mestrado é um divisor de águas para o recém-graduado, por permitir ampliar o horizonte da pesquisa e compreender melhor o objeto de estudo e as possíveis metodologias que permitem explorá-lo. Nesse sentido, receber a notícia de uma aluna, que também foi minha orientanda, galgar esse novo degrau é muito gratificante”. Karol ainda pontua sobre a significância da aprovação diante do momento político do país e comenta a participação da equipe acadêmica no suporte ao trabalho de Gabriela. “Como coordenadora de curso me acalma saber que conquistas como estas ainda são possíveis até mesmo como ato de resistência em meio ao sucateamento da educação pública no Brasil, com os cortes em pesquisa e bolsas para os alunos. Pensando em outra perspectiva e complementar a esta, é colher a materialidade de um trabalho coletivo, da aluna, centro de pesquisa e professores do curso de Jornalismo.”

    A participação do ambiente universitário no processo de crescimento de Gabriela enquanto pesquisadora é reconhecido pela aluna ao mesmo passo que espera abrir novas perspectivas aos demais alunos com a conquista do mestrado. “É um orgulho saber que a UEMG Frutal faz parte dessa história e foi nela que me descobri também como pesquisadora. Na verdade, estou no meu processo em construção, mas a minha base foi toda da UEMG. Espero conseguir estimular outros alunos a não terem medo de voar para outros destinos que podem parecer inalcançáveis. O valor ao seu conhecimento te faz grande. Não só dentro da sala de aula.”

    Assim, a conquista de Gabriela é reconhecida pela instituição como fruto da contribuição para com a universidade. “A Gabriela é uma explosão que se traduz em múltiplas ações como, produzir um documentário de mulher durante a guerrilha na Colômbia, presidir o Diretório Acadêmico, produzir iniciação científica, concorrer ao mestrado, tudo isto em poucos meses. A Colômbia encontrou a Gabi e ela buscou surgir às oportunidades e se agarrar a elas, o resultado está aí, futura mestranda na Universidade Nacional da Colômbia.” Conclui a coordenadora, Karol Natasha.

    UEMG

    Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves
    Rodovia Papa João Paulo II, 4143
    Ed. Minas - 8º andar
    Belo Horizonte - MG
    Cep31630-900

    • dummy+55 (31) 3916-8696 / 3916-8695

    • dummy faleconosco@uemg.br

    Assine

    Digite seu e-mail e enviaremos mais informações

    © 2020 UEMG

    Search

    ...