Contraste |
| |

    Noticias

    Reitora da Uemg cobra que percentual estabelecido pela Constituição de Minas seja repassado para a Fapemig

    Na audiência Pública desta quarta-feira (3) promovida para debater os cortes nos repasses à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, a reitora da Universidade do Estado de Minas Gerais, professora Lavínia Rosa Rodrigues em seu discurso cobrou que os valores estabelecidos no ato de criação da Fapemig seja respeitado.

    A audiência foi uma proposta da deputada estadual Beatriz Cerqueira, presidente da comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Além de reitores das universidades mineiras também estiveram presentes representantes de centros de pesquisas.

    “Eu venho aqui trazer a esse debate uma reivindicação que é o cumprimento daquilo que está na Constituição de Minas Gerais, ou seja, 1% para a Fapemig”, destacou a professora Lavínia ao ressaltar que há pelos menos quatro anos, os recursos destinados à fundação não estão muito abaixo dos valores estabelecidos na Constituição do Estado.

    “Se algo que está garantido na Constituição de Minas não está sendo cumprido, eu me pergunto, o que será feito para que a gente possa garantir o avanço da pesquisa no nosso país, o registro da nossa educação como referência nas universidades federais e nas duas universidades estaduais que temos no estado” acrescentou a professora durante o discurso na ALMG.

    Assista ao discurso completo da Professora Lavínia

    Leia mais: Em audiência Pública, comissão de Educação da ALMG questiona corte de verbas da Fapemig

    UEMG

    Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves
    Rodovia Papa João Paulo II, 4143
    Ed. Minas - 8º andar
    Belo Horizonte - MG
    Cep31630-900

    • dummy+55 (31) 3916-8696 / 3916-8695

    • dummy faleconosco@uemg.br

    Assine

    Digite seu e-mail e enviaremos mais informações

    © 2020 UEMG

    Search

    ...